No último dia 10 de fevereiro, o Brasil perdeu um de seus grandes empreendedores, o presidente da Vinícola Salton, Ângelo Salton Neto, vítima de infarto fulminante, aos 56 anos. Infelizmente não tive o prazer de conhecê-lo pessoalmente, mas tudo o que sempre li a seu respeito, o revelou ser um homem visionário e obstinado em elevar o nível de qualidade e o consumo do vinho no Brasil.

Em uma justa homenagem, eu o Cristiano (Vivendo Vinhos) resolvemos nos reunir num jantar, para beber o Salton Desejo 2005 e o Salton Talento 2004, dois grandes vinhos brasileiros produzidos pela Salton.

salton-desejo-2005Salton Desejo 2005

Cor púrpura intensa, muito escura. Aromas adocicados de frutas vermelhas como morango e um toque de baunilha. Na boca também é frutado e com bom volume. Um ótimo merlot, redondo com taninos aveludados e boa acidez. Gostei bastante.
salton-talento-2004Salton Talento 2004

O Talento é corte de 60% de Cabernet Sauvignon, 30% de Merlot e 10% de Tannat. Assim como o Desejo, tem um cor púrpura ainda mais escuro. No nariz é um pouco fechado, mas mesmo assim revela a fruta mais discreta e notas de café e chocolate. Um vinho mais potente, taninos presentes e de persistência mais longa, que foi melhorando durante o jantar. Com certeza o Talento melhorará ainda mais com mais alguns anos pela frente na garrafa.
Harmonizou melhor com o prato que o Cristiano preparou, um delicioso Filet Mignon a Sauce Chasseur.

Fica aqui minha homentagem a Ângelo Salton, esse grande homem do vinho brasileiro.

QUER SABER MAIS? DEIXE AQUI SUA DÚVIDA OU COMENTÁRIO!