Meu amigo Emerson sabe fazer pizza como ninguém. Ele faz a massa, faz o molho e a prepara cuidadosamente, entre um gole e outro de vinho. Eu como sempre, que me preocupo com o vinho, fico só no canto da cozinha assistindo tudo – um espetáculo!

Nesse dia começamos a noite com um merlot argentino saboroso, que escorou umas lascas de massa de pizza torradas apenas com parmesão e alecrim. Depois veio a pizza marguerita e depois uma de calabresa. Massa finíssima, coisa fina.

Para acompanhar as pizzas bebemos um chianti, O Santa Cristina Chianti Superiore DOCG 2006 , da vinícola Antinori. De cor rubi com reflexos granada, tem aromas peculiares menos frutados que o argentino, aparecendo o couro, um toque terroso e nuances parecidas com vinho do porto, proporcionados pelos 9 meses em barrica. Na boca é equilibrado e macio. A fruta vermelha delicada e sua ótima acidez, fechou perfeitamente com o molho da pizza.

Como citou outro dia o Cláudio, no Le Vin au Blog, nesses tempos em que a oferta de vinhos no novo mundo é abundante, pelo menos aqui no Brasil, eles estão sempre em nossa mesa, mas nada como a delicadeza do vinho europeu para uma harmonização perfeita.

Tenho que concordar. O paladar agradeceu mesmo.

QUER SABER MAIS? DEIXE AQUI SUA DÚVIDA OU COMENTÁRIO!