Esse comentário veio direto de uma das listas de discussão que participo. Se souberem o autor, me digam que publico aqui, pois achei brilhante:
“Quando alguém se debater com a identificação dos componentes do buquê de um vinho, convida-o a descontrair e muito simplesmente a apreciar o vinho.

Se pensar muito nele, ainda o mata.
O cérebro mata o prazer.

Não é preciso ser ginecologista para fazer amor.”

Saúde!
;o)

QUER SABER MAIS? DEIXE AQUI SUA DÚVIDA OU COMENTÁRIO!