Esse autêntico vinho do Douro, foi generosamente trazido pelo meu confrade Daniel Perches, num almoço que aconteceu em casa semanas atrás, almoço aliás incrível.

O amigo Emerson resolver testar sua habilidade na cozinha e propôs 3 pratos utilizando cabrito. Uma loucura! Abaixo segue a foto do risoto feito ocm lombo de cabrito. Os demais pratos, não tive condições de fotografar, simplesmente deixei a câmera de lado e curti.

Mas o vinho em si é sensacional. De uma cor violácea muito escura, denotando um vinho ainda bastante jovem. Potente, de aromas intensos de fruta bem madura como ameixa e cereja, toque tostado e chocolate. Na boca é uma explosão de sabores, a fruta adocicada predomina, acidez equilibrada, taninos polidos e muito presentes ainda, confirmando sua jovialidade, uma ponta de álcool ainda aparente e final longo. Com mais 2 anos descansando na garrafa, esse português ficará ainda melhor.

Realmente um vinho diferenciado. Passa por 18 meses em barrica de carvalho francês e uma curiosidade – ele é feito com 41 tipos de uvas diferentes, todas de Portugal.

Assim como esse risoto feito pelo Emerson, esse vinho é um trabalho de artista.

QUER SABER MAIS? DEIXE AQUI SUA DÚVIDA OU COMENTÁRIO!