Como você deve perceber, participo de degustações sempre que possível e normalmente são muitos vinhos que provo, muitos. Desses, vários são “esquecíveis”, alguns poucos são memoráveis, mas alguns são intrigantes e acabam marcando nossa memória para sempre.

O “Le bon” é aquele caso apaixonante de um vinho que tem um nome bacana, rótulo sofrível, mas de um conteúdo espetacular. Sinceramente nem precisava de rótulo! Esse vinho é feito pelo Giles Ballorin, um verdadeiro artesão do vinho na Borgonha.

Provei esse vinho no início de 2010 numa degustação e só fui cruza com o bendito agora aqui em Campinas por um bom preço. É feito de pinot noir, de cor rubi muito clara com as bordas alaranjadas. Aromas francos de cereja fresca, notas de couro, café, fumo, ervas, carne crua, no melhor estilo francês. No paladar é fresco, levíssimo, equilibrado.

Um vinho que pode ser bebido um pouco mais frio, perfeito para o verão. Nem recomendo bebê-lo acompanhado de comida.

Beba só e aproveite a delicadeza da pinot noir.

QUER SABER MAIS? DEIXE AQUI SUA DÚVIDA OU COMENTÁRIO!