Como falei recentemente, participei de uma degustação de pinot noir promovida pelo André Rossi, da Winet. Dos cinco vinhos servidos, dois deles na faixa dos R$ 100,00, ambos do novo mundo, me chamaram a atenção.

O primeiro é da Nova Zelândia:


Wild Rock Pinot Noir 2008

Um pinot da Nova Zelância, de cor violácea clara, aromas de fruta vermelha (cereja) madura, defumado, terroso e um toque animal. Lembra o estilo dos pinot noir franceses. Na boca se repete a fruta adocicada, taninos finos, boa acidez, final curto.

O segundo é californiano:

De Loach Pinot Noir 2009

Também tem uma cor violácea bem clara, vinho bem jovem ainda, com aromas de cereja madura, groselha e uma aroma diferente como se fosse fumaça. Tem menos corpo que o anterior, mas sua acidez é marcante. Taninos muito finos e final médio.

QUER SABER MAIS? DEIXE AQUI SUA DÚVIDA OU COMENTÁRIO!