Mais uma tradicional vinícola brasileira com 64 anos de história, a Marco Luigi dispõe de uma área de 40ha, sendo 32ha cultivados, produzindo cerca de 100.000 garrafas/ano. Cerca de 50% de seus vinhos ainda são comercializados no Rio Grande do Sul e o homem por trás desses vinhos, é o enólogo Leornardo Luigi, neto do fundador Marco Luigi.

É uma das mais bucólicas vinícolas que visitei. Tudo muito bonito e bem cuidado, mantém inclusive intacta uma antiga casa, onde morava Marco Luigi. Em uma grande área distribuem-se edificações, onde encontramos uma bonita e impressionante cave com um paredão imenso de pedra e outro, onde eles guardam muitos vinhos de safras antigas, como um Merlot 1997 que experimentamos lá. Um detalhe interessante, é que eles vendem esses vinhos de safras antigas a preços muito acessíveis.

A Margo Luigi também tem uma estrutura enxuta, com apenas 20 funcionários, que atendem ao visitante com agilidade e simpatia.

Provamos os vinhos de suas duas linhas de produto: Marco Luigi e a Tributo:

Tributo merlot 2007

Um vinho de linha básica muito correto. Um merlot frutado, equilibrado e de taninos macios. Bom também de preço.

Cabernet Sauvignon Reserva da Familia 2008

Um CS estruturado, bom corpo, fruta vermelha madura, madeira sem exagero e taninos finos.

Grande Reserva Cabernet Sauvignon 2006

Mais complexo que o anterior, corpo médio, acidez equilibrada e retrogosto tostado persistente.

De forma geral, todos os vinhos da Marco Luigi são equilibrados, frutados e fáceis de beber, além de ótimo custo-benefício. Vale a visita pelos vinhos, pela oportunidade de adquirir safras antigas e claro, pela beleza do lugar. Veja algumas fotos:

 

 

 

QUER SABER MAIS? DEIXE AQUI SUA DÚVIDA OU COMENTÁRIO!