A partir de hoje, escreverei sobre os lugares que conheci na minha última viagem à Serra Gaúcha a convite do IBRAVIN. Vinícolas dos mais variados estilos e tamanhos, lugares interessantíssimos e principalmente, gente boa e determinada a mudar a imagem e a qualidade do vinho brasileiro.

Para começar, a vinícola Don Guerino, jovem ainda, mas não menos determinada que as demais. Situada no município de Alto Feliz, era chamada Casa Moter desde sua fundação em 1979 e inicialmente comercializava toda sua produção para uma cooperativa. Em 2005 deu uma virada e construíram uma nova e moderna vinícola com o objetivo de produzir vinhos finos de qualidade.

Nossa visita foi conduzida pelos simpáticos pai e filho, Osvaldo e Maicon Motter. Com uma arquitetura moderna, fachada rodeada de vidros com vista para os vinhedos, o lugar me chamou a atenção pela limpeza e organização, além da boa estrutura para a acolher os visitantes. Mesmo com uma estrutura moderna, o atendimento é feito pela família, o que torna o lugar muito acolhedor.

Provamos alguns espumantes antes do almoço harmonizado, preparado pela simpática Dona Salete, a mãe de todos. 🙂

Vinhos que provei e gostei:

– Don Guerino Prosecco

Um prosecco correto, frutado, fresco e sem amargor.

– Don Guerino Brut Charmat

100% chardonnay, fruta cítrica, bastante cremoso e equilibrado.

– Gran Reserva Ancelotta 2007

Boto fé nessa uva em solo brasileiro. 14 meses em barrica, ainda jovem, violáceo, taninos rústicos, ótima acidez, fruta negra bem madura e estruturado na boca.

– Tannat Reserva 2009

Boa tipicidade, fruta negra em compota, toque terroso, taninos macios, mas ainda jovem e com potencial e guarda.


Abaixo você pode ver algumas fotos que eu e meu companheiro de viagem Gustavo (Enoleigos), fizemos da bela vinícola:

 

QUER SABER MAIS? DEIXE AQUI SUA DÚVIDA OU COMENTÁRIO!