Esse feriado foi daqueles memoráveis, de ótimos vinhos, boas conversas e de descanso merecido e necessário. Um dos melhores vinhos que provamos foi esse chablis, o Olivier Leflaive Chablis Les Deux Rives 2008.

Se você gosta de chardonnay, mas está acostumado beber chardonnay argentino, chileno, então esqueça tudo o que bebeu até agora e vá direto na fonte. Prove um chardonnay francês feito na região da Borgonha, pois é lá que são feitos os melhores chardonnays do mundo. Nessa região, o chardonnay não passa por madeira como se vê em muitos vinhos da América do Sul, o que confere ao vinho um frescor delicioso. É claro que toda essa perfeição tem um preço, mas vale a pena.

Os aromas são muito complexos: flores, pêssego, melão, anis e um toque de caramelo. Na boca a acidez é alta e chega até dar aquelas agulhadas na língua, mas muito equilibrado e elegante. A boa acidez o torna um vinho muito gastronômico e a cada gole, deixa aquele gostinho de quero mais que puxa o próximo infinitamente.

E como se não bastasse toda maravilha desse vinho, o amigo Emerson (vulgo Voilá) decidiu fazer uma lagosta monstro de mais de 2kg que estava alugando nosso freezer há algum tempo. Incrível como a harmonização do chablis com a lagosta foi perfeita.

Experiência sensacional, que recomendo você dar ao direito de vez em quando.

Onde encontrar: Expand

QUER SABER MAIS? DEIXE AQUI SUA DÚVIDA OU COMENTÁRIO!