Com esse inverno bem esquisito, seco e com temperaturas que chegam aos 35 graus, a gente quase não consegue comer e é melhor escolher opções mais leves.

Por isso, quando vi a Roberta Sudbrack fazendo essa receita, achei que ia cair muito bem e fui em busca dos ingredientes, enquanto o Alexandre separava um Pionero Chardonnay pra acompanhar.

Pra iniciar os trabalhos na varanda, fizemos uma saladinha com folhas variadas (rúcula, alface americana e agrião), mussarela de búfala e cogumelos salteados na manteiga, com um vinagrete de mostarda.

Na sequência, fomos para o quiabo, com camarão e cuscuz…

Quiabo com camarão e cuscuz marroquino
(2 pessoas)

– 1 bandeja de quiabos
– 300g de camarões médios (pode ser o congelado, se tiver dificuldade para encontrar o fresco)
– 2 dentes de alho picados
– 1/2 cebola picada
– 1 tomate sem pele e sem sementes picado
– 1 pimenta dedo de moça sem semente picada
– sal e cheiro verde a gosto
– 1 xícara de cuscuz (sêmola)
– 1 xícara de água fervente

O grande segredo dessa receita é o truque que a Roberta ensinou para fazer o quiabo: escolha sempre os quiabos menores e bem verdinhos, que são mais macios. Lave, seque bem e, sem cortar, coloque os quiabos na chapa ou frigideira por alguns minutos de cada lado, só para selar. Depois disso, você pode cortar e fazer o quiabo da maneira que quiser. O processo concentra a “baba” dentro das sementes e mantem o sabor.

Faça um refogado com a cebola, o alho, o tomate e a pimenta dedo de moça. Acrescente o quiabo picado e deixe suar um pouco. Acrescente os camarões, tempere com sal e pimenta do reino e desligue o fogo assim que eles mudarem de cor.

Para fazer o cuscuz também tem um truque. Não jogue toda a água de uma vez só, para evitar que fique empelotado. Vá colocando a água aos poucos e mexendo para soltar. Tempere com sal e pimenta e regue com um fio de azeite.

Sirva o cuscuz num prato fundo e cubra com o refogado dos camarões com quiabo. Mais um fio de azeite pra finalizar… e aproveite!

Beijos,
Vanessa

>> Veja aqui outros Menu de Baco

QUER SABER MAIS? DEIXE AQUI SUA DÚVIDA OU COMENTÁRIO!