Como já virou tradição, neste ano aconteceu mais uma vez o Encontro de Vinhos OFF, promovido pelo Daniel Perches e Beto Duarte. Mesmo sendo próximo a eles, tenho sempre aquele olhar crítico para que a feira sempre melhore. Já me disseram uma vez: “Não queremos só tapinha nas costas e escutar o que foi bom, queremos saber o que erramos para podermos melhorar!”. E assim faço em toda edição do evento.

Mas vamos lá às minhas considerações.

O que gostei:

Diversidade: bacana ver os vinhos da Áustria, os portugueses excelentes do Secret Spot e Gloria Reynolds, além dos excelentes champagnes trazidos pela Hedoniste.

Música ambiente: o fundo musical com uma banda tocando ao vivo deu charme e ajudou ainda mais no clima informal e aconchegante da feira. Ouvi até dos expositores que também adoraram a novidade.

Comida: servir pizza a partir de um determinado horário é um grande diferencial, diria até necessário, para dar aquela equilibrada com os vinhos consumidos durante a feira. Para alguns inclusive, é a salvação já que passam do ponto.

O que pode melhorar:

Estacionamento: dificil e dependendo da hora, impossível de estacionar. Dei sorte que consegui uma vaga no Banco Itaú que fica em frente, mas muita gente sambou pra conseguir uma vaga pelas imediações.

Entrada do Evento: Como sugestão, eu colocaria o credenciamento logo de cara, na parte de cima da Bendita Hora, para evitar a entrada “sorrateira” de alguns sem pagar. Sim, infelizmente tem gente que faz isso.

Resumidamente, gostei do evento e fiquei feliz em ver que que está se popularizando. Claramente deu para perceber que aumentou o número de visitantes, principalmente profissionais, em busca de novidades e networking em um ótimo ambiente charmoso.
Nesse quesito, a edição “OFF” do Encontro de Vinhos, dá show.

Falo na sequência sobre a Expovinis 2012

QUER SABER MAIS? DEIXE AQUI SUA DÚVIDA OU COMENTÁRIO!