Hoje tem um vinho bem diferente aqui no blog que vem direto do Líbano. Sim, por lá se fazem grandes vinhos, acredite.

Este ano tive a oportunidade de provar um vinho desse belo produtor libanês, o Massaya e provei logo o seu top de linha, o Massaya Gold Reserve 2008. Ele é um corte de 3 uvas: cabernet sauvignon (50%), mouvédre (40%), syrah (10%) e passa 24 longos meses em barricas de carvalho francês.

Essa combinação resulta num vinho potente. Sua cor é muito escura e densa. No nariz a fruta negra bem madura domina, acompanhado do café tostado, couro e mentolado. No paladar não menos potente, percebe-se como ainda é jovem – taninos rústicos e em grande quantidade, amparados por muita acidez e álcool.

Para quem gosta daquele vinho parrudo, mas também gosta de tentar novas experiências, é um prato cheio, mas eu com certeza esperaria mais 1 ou 2 anos no mínimo para poder aproveitar melhor o potencial desse grande vinho.

QUER SABER MAIS? DEIXE AQUI SUA DÚVIDA OU COMENTÁRIO!