Depois de um longo (pero no mucho) inverno, chegou a Primavera e com ela a temperatura começa a subir. Confesso que sou daqueles que não se empolgam tanto em beber espumantes no inverno. Ok, eu sei que é bobagem minha porque dá para beber um bom espumante em qualquer época do ano, mas no inverno os tintos acenam para mim o tempo todo. Daí não resisto.

Mas como como tem feito calor aqui pelas bandas de Campinas, fui atrás de  espumantes e comprei alguns que nunca provei, como esse, o Tarapacá Brut. Esse espumante feito no Chile e tem um corte diferente. Além da chardonnay e da pinot noir que são mais comuns, eles adicionaram uma pitada de sauvignon blanc e o resultado foi bem bom.

Um espumante de aroma bem cítrico como maracujá, mas com notas herbáceas, como o cheiro de grama cortada, vindas da sauvignon blanc. Além da fruta, o toque de fermento característico também apareceu. No paladar é cremoso e o frescor se mantém assim como no aroma.

Mesmo sem grande complexidade, surpreendeu pelo herbáceo inesperado.

Como sempre, um bom espumante diverte.

QUER SABER MAIS? DEIXE AQUI SUA DÚVIDA OU COMENTÁRIO!