Lembra que contei aqui sobre minha última experiência com champagne Tsarine Brut Rosé no café da manhã? Pois então, agora provei sua versão Brut e a alegria continua. Aliás, estou numa fase sensacional de experimentar bons champagnes. E que fase!

A Tsarine Cuvée Premium Brut também tem a mesma apresentação da rosé com  a garrafa bonita e rebuscada que chama a atenção. Diferente da rosé, que tem aromas que lembram frutas vermelhas, a brut é mais cítrica, mas sem deixar de apresentar aquele toque de tostado e fermento característico do bom champagne. No paladar é bem cremosa, fresca e elegante.

Uma beleza de espumante, na forma e no conteúdo.

QUER SABER MAIS? DEIXE AQUI SUA DÚVIDA OU COMENTÁRIO!