Acho que 2012 foi o ano em que mais bebi Amarone, nesta minha (ainda) curta vida dedicada ao vinho. Sério, só durante a viagem que fiz a Verona, provei mais de 30, fora as dezenas de Valpolicellas Classico e Ripassos.

Só para você se localizar, Verona fica na região do Vêneto, Norte da Itália. Veja no mapa:

Como quero falar logo sobre os vinhos da região, não vou ficar aqui discorrendo sobre o quão lindo é Verona, mas digo uma coisa: se você  adora vinhos e é romântico(a), não pode passar por este mundo sem conhecer a terra de Romeu e Julieta. Aqui tem um post bem bacana falando mais sobre a cidade.

Voltando ao tema deste blog, o vinho, posso dizer que de tudo o que provei por lá, entre Valpolicellas, Ripassos, Amarones e Reciotos, me fez chegar a algumas conclusões sobre esses 4 vinhos famosos da região:

1.) Esqueça tudo o que já ouviu de ruim sobre o Valpolicella.
Sim, já bebemos muito Valpolicella ruim por aqui, mas não podemos generalizar. Já existem no Brasil diversas boas opções para acompanhar aquela pizza do domingão numa boa. O Valpolicella é assim. Um vinho simples, barato e honesto, para se beber sem pensar.

2.) Me apaixonei perdidamente pelo Ripasso.
A grosso modo podemos chamá-lo de “baby Amarone”. Os produtores provavelmente farão um vudú de minha pessoa por chamar o Ripasso assim, mas é um jeito fácil de entender. O Ripasso tem muito das características de seu irmão mais famoso, só que é mais manso, leve e o melhor, barato. Dependendo do produtor, é possível comprar até 3 Ripassos pelo preço de 1 Amarone. Excelente negócio. Prazer garantido.

3.) Beber uma garrafa de Amarone sozinho é, no mínimo, o cúmulo do egoísmo.
O Amarone é o topo da pirâmide de tudo o que se produz na região de Valpolicella. Os italianos impuseram dezenas de regras para garantir que essa verdadeira lenda, seja produzida da forma correta. E estão cobertos de razão. O que não falta é espertalhão querendo produzir “amarones” por aí e se aproveitar da fama. Sendo assim, seja esperto e compre Amarones com denominação de origem. No rótulo você encontrará as letras DOC ou DOCG que lhe garante a origem controlada. Além disso, não se iluda em comprar Amarone barato. No Brasil, um Amarone decente não custa menos que 300 reais. Um Amarone é potente em todos os aspectos. Super alcoólico (alguns chegam a 17 graus!), frutado, denso, intenso. Tudo nele é “super”. Por isso, recomendo que você divida seu Amarone querido com os amigos do peito. Reúna 3, 4 pessoas e compartilhe. Você fará muita gente feliz, inclusive você mesmo.

4.) Recioto, o melhor amigo do chocolate
Recioto é um vinho de sobremesa feito com as mesmas uvas do Amarone: Corvina Veronese, Rondinella, Molinara. É, de longe, o melhor amigo do chocolate. Faça o teste e depois me conte.

Ainda nesta viagem, tive a oportunidade de visitar um pequeno vinhedo, que pertece aos parentes de nossa guia pela região e o video abaixo reproduz com muita veracidade o clima da região, o trabalho da colheita e o cuidado com as uvas.

QUER SABER MAIS? DEIXE AQUI SUA DÚVIDA OU COMENTÁRIO!