Esse ano tive a feliz oportunidade de participar do Jantar Magno, durante o evento da Semana Mesa SP. Um jantar sensacional preparado por 3 chefs, Valter de Souza, Antonio Soriano e Claudemir Barros, numa sequência de 9 pratos e 8 vinhos. Alucinante.

Os vinhos, todos argentinos, tematizaram o jantar e vieram da parceria entre a Wines of Argentina e a Prazeres da Mesa.

Entre todos os vinhos da noite, o Alfa Crux Blend 2004 me ganhou. Ele é produzido pela vinícola argentina O.Fournier e feito de um corte muito interessante de 50% de uva tempranillo, 30% de malbec e 20% de merlot.

Assim que foi servido, notei sua cor negra. Como não tinha visto a safra, achei que fosse um vinho jovem, mas não, 8 anos de vida. Fiquei atento e fui logo mergulhar o nariz na taça. Aromas muito exuberantes de ameixa em calda, couro, café e um toque de anis. Daqueles que você pode passar um tempão só sentidos os aromas que vem em camadas. Uma delícia.

No paladar, é ainda mais empolgante. Muita acidez, taninos já domados pelo tempo, macio e um final muito longo e prazeroso. Que beleza!

Depois dos aplausos aos grandes chefs e a toda equipe que organizou esse esplêndido jantar, puxei minha taça com 2 dedos de Alfa Crux que guardei para o final. Quase 3 horas depois e o vinho ainda evoluía.

QUER SABER MAIS? DEIXE AQUI SUA DÚVIDA OU COMENTÁRIO!