Para mim, a Bodega El Porvenir foi uma das boas surpresas da viagem a Cafayate. Uma vinícola relativamente pequena, que produz vinhos de ótima qualidade, frutos de um grande projeto que começou no ano 2000. A família decidir manter apenas vinhedos antigos de torrontés e malbec de 45 anos e plantar novas vinhas de outras variedades como cabernet sauvignon, tannat, merlot e syrah.

IMG_5589

Além das vinhas, a familia também investiu em conhecimento e desde o ano 2010, contratou o famoso enólogo Paul Hobs como consultor. Paul Hobs trabalhou com Robert Mondavi no projeto do vinho Opus One.

Quem nos apresentou a vinícola, foi o jovem enólogo Mariano Quiroga Adamo. Muito simpático e disposto, fez um tour rápido pela bodega e logo em seguida partimos para a degustação. Provamos 5 vinhos:

IMG_5603

El Porvenir Torrontes 2012
Muita fruta cítrica como lima, laranja e também melão. o paladar é bem mineral e acide acima dos torrotés que já tinha provado, o que é ótimo, pois prolonga a persistência do vinho na boga e não o deixa plano.

El Porvenir Amauta Cabernet Sauvignon/Merlot Corte 2 2011
Um vinho de corte que passa de 6 a 8 meses por barrica apenas. Muito aromático, fruta vermelha como framboesa e cereja bem marcada, além do toque de couro e tostado. Na boca tem taninos finos, macio, boa acidez e final tostado. Fácil de beber.

El Porvenir Amauta Corte 4
Esse é um corte de 60% de syrah, 30% de malbec e 10% de tannat. Um vinho com mais encorpado e estruturado. Muita geléia de fruta vermelha, pimenta preta, terra molhada. Taninos mais rústicos, acidez equilibrada e corpo mais leve que o anterior.

Laborvm Cabernet Sauvignon 2007
Um cabernet sauvignon puro sangue. Fruta vermelha, pimentão, especiarias e o toque de balsâmico dando os sinais da idade. Na boca apresenta uma bela acidez, muita estrutura, taninos rústicos ainda e um final persistente de defumando. Um espetáculo.

Laborum Malbec 2011
Por último o malbec da casa. Muito aromático e complexo com aromas de ameixa, café, notas de flores, baunilha e cassis. Na boca é potente, frutado, ótima acidez e taninos ainda rústicos que com certeza vão ser domados com mais uns 2, 3 anos na garrafa.

QUER SABER MAIS? DEIXE AQUI SUA DÚVIDA OU COMENTÁRIO!