Veja só como esse nosso Brasil é cheio de surpresas. Recebi nesta semana uma amostra de um vinho feito em Minas Gerais, mais precisamente na região cafeeira de Três Corações.

primeira-estrada-syrah

A vinícola Estrada Real não inovou apenas em tentar fazer vinhos nesta região, mas também na técnica de como produzir as uvas com qualidade através da inversão do ciclo da videira. Normalmente a maturação das uvas acontecem na Primavera/Verão, mas nesta inversão, a colheita é feita na época do Outono/Inverno, período mais seco e dias mais ensolarados, condições propícias para obter uvas mais maduras. Essa técnica de inversão do ciclo da videira é chamada de dupla poda.

O resultado desta aposta é o vinho Primeira Estrada Syrah 2010. Um vinho de cor bem escura, aromas de fruta negra madura, pimenta, tostado e um toque animal. Na boca tem corpo médio, uma bela acidez, taninos finos, bastante frutado e apesar de passar 12 meses em barrica, a madeira não encobre a fruta.

Um bom vinho brasileiro que surpreendente pela a qualidade vinda de uma inovação no plantio em uma região improvável. O preço (R$ 78) talvez assuste os desavisados, mas independente disso, esse é o fruto de um grande trabalho de mais de 10 anos que tem que ser valorizado e aplaudido.

Mais um exemplo de que o Brasil tem que ser descoberto pelos brasileiros.

QUER SABER MAIS? DEIXE AQUI SUA DÚVIDA OU COMENTÁRIO!