Semana passada participei de um almoço com o ilustríssimo Sebastiano Rosa para a apresentação dos vinhos que ele produz na Sardenha. Para quem não conhece este homem, talvez conheça um ou dois vinhos que ele criou na Tenuta San Guido: Guidalberto ou Sassicaia. Lembrou?

sebastiano-rosa

Mas ele veio aqui falar de outros vinhos, grande vinhos por sinal feitos em seu projeto na Sardenha, a Agricola Punica. Lá o clima é bem quente e seco no verão, condições ideais para o amadurecimento das uvas. Nesta região a uva carignano (carignan) se deu muito bem e é essa, a base dos vinhos produzidos pela vinícola.

Em especial, o projeto de Sebastiano produz 2 vinhos: Montessu IGT (R$ 268) e Barrua IGT (R$ 148). Ambos os vinhos já havia provado anteriormente, só que de safras mais antigas. Naquela ocasião gostei bastante, principalmente porque pude comparar com outros grandes vinhos. (veja aqui)

Desta vez a experiência foi muito interessante também. Sebastiano realizou junto com a a importadora Ravin, uma mini-vertical de cada um deles.

montessu

Primeiro pudemos comparar o Montessu 2008 e Montessu 2009. O Montessu 2008 apresenta aromas de fumo, tostado, fruta seca e menta. Tem mais corpo, muita acidez e taninos bem mais estruturados. Já o Montessu 2009 é bem diferente. Tem um aroma mais animal e terra molhada que sobrepõe a fruta. Na boca é mais redondo, taninos finos e acidez mais equilibrada. Diria que é mais fácil de beber.

barrua

Na sequência, provamos uma outra vertical de Barrua. 2006, 2007 e 2008. O Barrua 2006 é muito floral, notas de tostado, fruta vermelha fresca e leve balsâmico. Taninos muito vivos ainda, frutas secas, balsâmico se repete e um longo final. O Barrua 2007 tem o nariz mais intenso: chocolate, café, fruta fresca no aroma e no paladar. Taninos mais redondos e acidez equilibrada. Por fim o Barrua 2008, ainda muito jovem, tem notas de chocolate, fruta vermelha fresca e terra molhada. Na boca tem mais corpo, notas de chocolate e acidez que dá uma sensação de picância muito interessante.

Em resumos: ambos são grandes vinhos pautados pela expressão da uva carignano. Enquanto o Montessu é mais rústico, o Barrua, mesmo potente, tem muita elegância.

Independente do estilo, o custo/benefício do Montessu é imbatível.

QUER SABER MAIS? DEIXE AQUI SUA DÚVIDA OU COMENTÁRIO!