Você sabia que mais de 40% dos vinhos importados vem de lá? Pois é. Bebemos muito mais vinhos chilenos do que imaginamos, por isso é muito importante saber o que acontece por lá. Sabendo mais, bebemos melhor.

Em 2012 a Wines of Chile, instituição que representa as vinícolas chilenas, desenvolveu e aprovou um projeto para simplificar o entendimento das regiões vitivinícolas chilenas, devido à extensa área produtora no país. Veja no mapa abaixo as regiões atuais em preto e em colorido as novas divisões:

subdenominacoes-chile

Clique para ver o gráfico completo no site da Wines of Chile

Foram agrupadas em apenas 3 subdenominações de origem:

COSTA (área azul do mapa)
Recebe influência direta do Oceano Pacífico e é marcada por temperaturas mais maixas, fazendo com que o amadurecimento das uvas seja mais lento, produzindo vinhos mais frescos.

ENTRE CORDILHEIRAS (área verde do mapa)
Longe do mar e das cordilheiras, essa zona recebe influência menos intensa de ambos o que permite a produção de vinhos mais elegantes e estruturados.

ANDES (área laranja do mapa)
A altitude é o segredo da qualidade dos vinhos produzidos nesta região. Quando mais alto, mais frio. Esse controle permite a produção de vinhos com características muito especiais.

O video abaixo explica graficamente como essas regiões foram divididas:

E para explicar melhor ainda como ficou essa divisão, a Wines of Chile fez um evento especial no WINEBAR com convidados, degustando 5 vinhos com convidados acompanhando pela web. Cada vinho representou suas regiões e características individuais. Clique aqui e veja como foi esse bate-papo no WINEBAR.

QUER SABER MAIS? DEIXE AQUI SUA DÚVIDA OU COMENTÁRIO!