No último dias dos pais, resolvemos fazer um churrasco na casa do velho e acabei saindo de casa atrasado para comprar um belo pedaço de carne.

Quando cheguei na loja, acabei decidindo por uma beleza de biche ancho que acenou para mim e me lembrei que não tinha um vinho na casa do meu pai (lá é casa de cervejeiros). Olhei a prateleira de vinhos da loja e vi algumas opções, entre elas, o Crios Cabernet Sauvignon.

crios-cs

Esse é daqueles vinhos que considero certeiro, além de bom e barato. Um clássico argentino. Muita fruta, madeira, corpo e acidez equilibrada. Agrada os velhos e os novos bebedores de vinho. Susana Balbo, a enóloga responsável e “mãe” desse vinho, deu o nome “Crios” em homenagem a seus filhos.

Contaminado pelo espírito do dia dos pais, acabei influenciado. Além do belo par que fez para o churras, o Sr. Frias deixou a cerveja de lado por 1 minuto e pediu para experimentar.

Bebeu um bom gole, pensou um pouco e com aquele sorriso maroto no rosto me devolveu a taça e disse: “Bom vinho”.

🙂

QUER SABER MAIS? DEIXE AQUI SUA DÚVIDA OU COMENTÁRIO!