Um assunto recorrente nas rodas de enófilos é a tão desejada popularização do vinho. Aquele sonho de tirar a bebida do pedestal e a colocar na mesa do brasileiro, sem frescuras, nem afetações. Mas não é tão simples assim.

Enquanto uns abrem e bebem seus vinhos sem a menor cerimônia, outros precisam dessa glamurização, para se auto afirmarem nesse grande teatro de ascenção social. O Brasil é um país de emergentes e o vinho ainda é um símbolo de status.

Enquanto isso, lá fora, algumas alternativas totalmente inversas a esse cenário começam a tomar força. A vinícola americana Union Wine Co lançará, ainda em 2014, dois vinhos em LATA, um pinot noir e um pinot gris, com a marca “Underwood”.

Screen Shot 2014-01-12 at 11.58.49 PM

A proposta da empresa com esse produto, que tem a missão de tornar o vinho mais acessível, é clara: “WINES FOR EVERYONE AND EVERYWHERE!“.

Screen Shot 2014-01-12 at 11.45.51 PM

A empresa, é claro, tem a exata noção de que a lata não permite a entrada de oxigênio como as garrafas fechadas com rolha ou tampa de rosca e, com isso, o vinho não evolui. Mas isso, segundo eles, não é importante. A proposta é colocar dentro dessas latas vinhos jovens, para serem consumidos logo e a um custo bem acessível – 5 dólares.

Antes de fazer seu julgamento, pense um minuto – se o mais importante é o conteúdo, que diferença faz se o vinho vem dentro de uma lata ou de uma garrafa? Para mim, o mais importante é que o conteúdo tenha qualidade.

Talvez em breve, abriremos nossa lata de vinho e o despejaremos em nossas taças (ou copos) para deixá-lo respirar.

Você está preparado?

QUER SABER MAIS? DEIXE AQUI SUA DÚVIDA OU COMENTÁRIO!