Recentemente visitei a Vinícola Geisse, uma das mais premiadas e famosas vinícolas brasileiras. E ela é famosa porque seus espumantes são excelentes e são excelentes, porque desde o início, o enólogo Mario Geisse teve o firme propósito de buscar novas regiões no Sul para produzir espumantes com a máxima qualidade. E conseguiu.

Agora que os espumantes estão consagrados, os Geisse resolveram fazer um pinot noir em um projeto pequeno e caprichoso, chamado Vinhedos Hood. Para elaborar esse vinho, eles separaram um único cacho de cada vinha de pinot noir durante a colheita para espumante, para que ficasse amadurecendo por mais três semanas e só então ser colhido e vinificado. Foram elaboradas apenas  1850 garrafas.

vinhedoshood-pinotnoir

Não buscaram complexidade, mas o prazer de se beber um pinot noir bem feito. Bem aromático, lembrando morango e cereja fresca, notas de couro, tostado e floral. Corpo leve, taninos finíssimos e boa acidez.

O resultado é uma beleza de pinot noir, daqueles que evaporam rapidamente da garrafa.

QUER SABER MAIS? DEIXE AQUI SUA DÚVIDA OU COMENTÁRIO!