Breve história da produção da garrafa de vidro

A garrafas de vinho, feita de vidro como conhecemos hoje, só puderam ser produzidas desta forma somente depois da descoberta da técnica do sopro. Este técnica, descoberta na Síria no século 1 a.C, permitiu a fabricação de vidros ocos como copos, potes e garrafas.

Com o passar do tempo, as garrafas se tornaram muito mais do que simples objetos para o transporte do vinho, mas objetos de desejo. As garrafas muitas vezes representam símbolos de status e o tamanho influencia bastante nessa percepção.

Tamanho das garrafas de vinho

Na imagem abaixo, você pode conhecer os tamanhos mais famosos:

tamanho-garrafas-de-vinho

  1. Meia-garrafa – 375ml
  2. Garrafa – 750ml
  3. Magnum – 1,5l
  4. Jeroboam ou Double Magnum  – 3,0l
  5. Rehoboam – 4,5l
  6. Matusalem ou Imperial – 6,0l
  7. Salmanazar – 9,0l
  8. Balthazar – 12,0l

E existem garrafas ainda maiores que não estão representadas na imagem acima:

  • Nabucodosor – 15,0l
  • Melchior – 18,0l
  • Solomon – 20,0l
  • Soberano – 25,0l
  • Maximus – 130,0l

O tamanho da garrafa influencia no vinho?

É importante destacar também que normalmente os vinhos armazenados em garrafas maiores, envelhecem mais lentamente por causa da menor proporção de ar em relação ao volume de vinho. Como temos muito vinho em contato com pouco oxigênio, o envelhecimento é bem mais lento. Por esse motivo, as garrafas magnum ou maiores, são muito procuradas em leilões, e claro, valiosas.

Não perca a viagem! Deixe seu comentário: